terça-feira, 17 de janeiro de 2023

Dino: 'Faticamente, nós chegamos a ter um golpe de Estado. O WhatsApp ajudou a fazer o golpe e o WhatsApp impediu o golpe'

Numa conversa com representantes do Conselho do Centro de Estudos de Mídia Barão de Itararé, o ministro da Justiça Flavio Dino afirmou que o golpe de Estado no Brasil foi bem sucedido por instantes, mas foi revertido com o auxílio da mesma plataforma que ajudou na sua realização, o WhatsApp:

- Faticamente, nós chegamos a ter um golpe de Estado, porque um golpe de Estado se materializa desde sempre pela tomada do "Palácio de Inverno". E isto aconteceu. Nós chegamos num momentos xis, entre quatro e cinco da tarde, em que nós não tínhamos o controle físico da sede dos Três Poderes da República, que estavam fisicamente sob domínio de terroristas, de golpistas, enfim... Ocorre, que a dimensão jurídicio-formal dessa vez impediu que o que fosse fático [na verdade, "o que era fático"] se transformasse em jurídico. E eu tenho destacado um paradoxo do nosso tempo: O WhatsApp ajudou a fazer o golpe e o WhatsApp impediu o golpe. Sem o WhatsApp o presidente não teria decretado a intervenção em menos de uma hora. Porque o contato entre mim e ele [o presidente Lula] foi via WhatsApp, tanto para redigir, enviar o decreto, receber de volta, possibilitar que ele fosse assinado, que fosse entregue ao interventor e o interventor assumisse o controle efetivo das forças do DF e revertesse o quadro [o golpe fático] que havia se formado.

O ministro falou sobre esse e outros assuntos e a íntegra da conversa está no vídeo a seguir, que vale  a pena assistir.

 



O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda, se quem puder e o achar relevante apoiá-lo com uma assinatura. A partir de R$10

Assine o Blog do Mello



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Recentes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.