terça-feira, 18 de dezembro de 2007

- André Lara Resende, é verdade que você enriqueceu com informações privilegiadas no governo FHC?

Na coluna do Ancelmo:

André de volta
André Lara Resende, após temporada em Londres, está voltando para o Brasil. É considerado um dos economistas mais brilhantes de sua geração.

O Blog do Mello aguarda ansiosamente qual será o veículo de nossa “grande imprensa” livre, democrática e plural que vai sair na frente e aproveitar a presença do brilhante economista em nosso país para entrevistá-lo, a respeito das gravíssimas acusações que lhe faz o jornalista Luís Nassif.

Podem começar a entrevista com a pergunta que é o título desta postagem. E para facilitar o trabalho da equipe que vier a procurar por Lara Resende, repito aqui postagem anterior deste blog, de abril de 2007:

Enriquecimento de Lara Resende é real em dólar

A acusação é do jornalista Luis Nassif em seu mais recente livro, Cabeças-de-planilha (Ediouro, 320 pgs.,RS 39,90). Volto ao assunto, porque ele ainda nem começou a ser esclarecido. Segundo Nassif, o economista André Lara Resende, um dos formuladores do plano Real, fez uso das informações privilegiadas de que dispunha - como formulador do plano Real e membro da equipe econômica – para ganhar muito, mas muiiiiiito dinheiro, como mostra este trecho do livro:
“... algumas instituições começaram a atuar pesadamente no mercado de câmbio, apostando na apreciação do real... a mais agressiva foi a DTVM Matrix... com capital de R$ 14 milhões passou a ter uma carteira de R$ 500 milhões. Seu principal sócio era André Lara Resende“. (Pág. 197)

Em entrevista a Paulo Henrique Amorim, no site Conversa Afiada, Nassif reforça a acusação:

Nassif – (...) Nesse ambiente é que o André Lara Resende monta o banco Matrix especificamente para se aproveitar daquele momento...
Paulo Henrique – Dessa apreciação do Real...
Nassif - Dessa apreciação e, depois, passar o banco pra frente.
Paulo Henrique - Então, eu te pergunto: o que você está querendo dizer é que o André Lara Resende, que ajudou a formular essa conversão de URV para Real sabia que ia ter uma apreciação e abriu um banco para se beneficiar disso
Nassif - Isso.
Paulo Henrique – É isso?
Nassif - É.
Paulo Henrique - O André Lara Resende ...
Nassif - Acho que um pouco mais. Foi cometido um erro, um erro que não tem base na lógica do Plano Real e pessoas - o André foi o que mais se beneficia disso - que participaram da formulação do Plano se beneficiaram disso.
Paulo Henrique - Quer dizer, um erro que o André sabia de antemão que haveria?
Nassif - Isso.

Até o momento, Lara Resende não deu uma palavra sobre o assunto. Para ele, parece, o silêncio é de ouro.

Vamos lá, moçada, que tal mostrar que ainda se faz jornalismo no Brasil?

Clique aqui para ir ao Player de Vídeos do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

3 comentários:

  1. Anônimo18.12.07

    mello:
    a pedido do sivuqueiro daniel lopes
    para destacar um livro do ano,escolhi "os cabeças de planilha",do luis nassif.um dos motivos foi o silêncio em torno do livro,apesar de sua densidade.
    a tucanada que enriqueceu se fez
    de morta.a "grande imprensa" nem
    sentiu o cheiro.é uma obra que precisa ser lida!
    romério

    ResponderExcluir
  2. Anônimo23.12.08

    Costumo dizer que o governo fernando Henrique foi aquele em que alguns ministros e assessores entraram professores e saíram banqueiros. Nunca se viu tanta competência para enriquecer, com os parcos sal'rios do serviço público, mesmo nos altos escalões. Esse Lara Resende realmente entende de economia, pelo menos da privada...

    ResponderExcluir
  3. Anônimo8.5.09

    Sugiro um artigo do Valor Econômico de 8/5 que critica o artigo de Andre Lara Resende no mesmo jornal. O nome do artigo é A teoria econômica ortodoxa deve avançar.

    ResponderExcluir

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.