sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Aqui, TSE, empresário confessa em vídeo que botou dinheiro na campanha de Bolsonaro. E o Jair sabia

Print de Tweet de Bolsonaro com vídeo dos empreários afirmando que botaram dinheiro na campanha


Empresário confessa que botou dinheiro em Bolsonaro e quer definição no 1º turno pra não ter de botar mais


Se o TSE quisesse e a PF também, a eleição de Bolsonaro seria anulada ainda antes da posse. Porque os disparos de milhões de mensagens pelo WhatsApp concentradas em poucos dias foram confirmadas pelo próprio aplicativo, que andou punindo alguns.

E se falta prova de que empresários botaram dinheiro na campanha (o que é ilegal), não precisava ir longe para buscá-la.

Se a PF fosse ao Twitter de Bolsonaro no dia 28 de agosto de 2018 veria a mensagem do Jair orgulhoso do apoio ilegal dos empresários à sua campanha [imagem]:
Dois Gigantes do Varejo - Havan e Gazin, juntos com Jair Bolsonaro (17)
E o crime está aqui, no vídeo, quando o empresário Gazin pede que a vitória seja decidida no primeiro turno, "pá nóis não tê que gastá mais dinhero". Confira:






Leia também:
Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado