quinta-feira, 10 de março de 2022

Facebook e Instagram declaram guerra à Rússia e permitem postagens que pedem a morte de Putin

A Meta, empresa responsável por Facebook e Instagram, resolveu aderir à guerra contra a Rússia e, em comunicado interno, declarou que momentaneamente vai permitir postagens que defendam a violência contra soldados russos e até a morte do presidente russo Vladimir Putin. A informação é da Reuters,

Segundo a Reuters, em anúncio na íntegra que você pode ler aqui [em inglês], a licença para defender a morte vale também para Aleksandr Lukashenko, presidente da Bielorrússia e, por enquanto, está restrita a três países: Rússia, Ucrânia e Polônia.

O Facebook já está banido da Rússia. Não sei se o mesmo já aconteceu ao Instagram. 

Zuckerberg sempre defendeu a neutralidade da rede, dizendo que seus aplicativos são apenas plataformas e não sites jornalísticos ou informativos. Vai ter verdadeiro torcicolo de girafa para explicar a surpreendente e agressiva virada.

A cada nova atitude do Ocidente vai ficando cada vez mais claro que os Estados Unidos querem a cabeça de Putin. Agora, Facebook e Instagram vão botar mais lenha nessa fogueira.

O mundo vai se aproximando de uma guerra nuclear, antes impensável e agora uma carta saltando na mesa do jogo.

Assine o Blog do Mello



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Recentes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.