sábado, 4 de julho de 2020

Bolsonaro manda Exército descarregar cloroquina nos Yanomami


Retirada do protocolo de tratamento da COVID-19 em todo o mundo por sua ineficácia, a cloroquina está sendo distribuída para tratamento dos Yanomami em Roraima, em mais uma intervenção genocida de Bolsonaro. O Exército descarregou 13,5 mil comprimidos de cloroquina esta semana.

Além de ineficaz, a cloroquina tem efeitos colaterais graves e só deve ser ministrada em ambiente hospitalar e autorização explícita do paciente.

Mas, como Bolsonaro fez a besteira de encomendar milhões de comprimidos aos laboratórios do Exército, agora o Brasil tem cloroquina em estoque para uso regular por 18 anos [leia sobre isso aqui]. Só que o prazo de validade do comprimido é de apenas dois anos.

Então, Bolsonaro está descarregando o estoque nos índios, nos nordestinos que não lhe deram votos, no povo pobre e atendido em rede pública.

Segundo o protocolo, a cloroquina só deveria ser ministrada com a anuência do paciente, que assinaria documento [confira aqui] sabendo que estava correndo risco de vida com uma substância sem eficácia para a COVID-19.

Agora, imagine se vão explicar isso ao índio ou ao analfabeto sem recursos do Nordeste e dos cada vez maiores bolsões de pobreza e miséria no Brasil.

Bolsonaro mandou levar também os testes rápidos, que não servem para nada. Se der positivo para COVID-19, você pode estar infectado ou não. Se der negativo também. A probabilidade é semelhante ao de jogar a moeda no cara e coroa. Confira aqui estudo do próprio ministério da Saúde sobre os testes.

Descarregando comprimidos de cloroquina e testes como milicianos desovam cadáveres, Bolsonaro age para se livrar das provas do crime de uso inadequado de dinheiro público.

Em cima dos nossos indígenas e do povo mais pobre.

Não é só a pandemia, é o pandemônio. O vírus e o verme.




Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos




Recentes:


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Um comentário:

  1. Magistral Melo... Um Texto Antológico!!! Meus Parabéns, vlw!

    ResponderExcluir

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado